Master of Simplicity Magazine #2 Março 2017 - Page 24

Eu saí do Brasil de mudança três vezes, todas com apenas duas malas - tudo meu cabia ali. Na terceira e definitiva, aprendi que apesar de gostar muito de sapatos, eu prefiro conhecer novos lugares, novas culturas, e viver novas experiências. Depois acabei descobrindo que, mesmo não tendo mais que escolher entre uma roupa nova e uma viagem, eu me pergunto se preciso realmente daquilo antes de comprar. Hoje em dia eu sou mais consciente em termos de consumo. Afinal, ter menos opções ajuda também na hora de arrumar a mala, não é mesmo?

Meu objetivo é visitar todos os estados dos Estados Unidos nos próximos 5 anos (já se foram 24 + a capital), e também ir ao Canadá, Inglaterra, Grécia, Itália e França. Bem, na verdade quero viajar o mundo todo, mas vamos por etapas...

Quem me vê viajando 4 ou 5 vezes no ano não sabe que, pra mim, isso é um investimento. Do mesmo jeito que para algumas pessoas, usar roupas de grifes é importante. Cada um com suas prioridades. Na minha filosofia de vida, as coisas se acabam, ou perdem a graça depois de um tempo, mas a experiência vivida em uma viagem, não. As fotografias, e aquelas lembranças que não foram postadas, permanecem conosco. Ainda podem até ser compartilhadas em um momento entre amigos e família, gerando novas lembranças boas e bem-estar. Não compre coisas, viaje!

Sabe aquela frase:

"não compre coisas, viaje"?

Eu pratico essa filosofia, e fui até um pouco mais além... já vendi o que eu tinha para poder viajar

pela Life e Business Coach

Izabelle Azevedo